Páginas

quarta-feira, 21 de agosto de 2013

O Aprendiz! E a saga continua - O Retorno do Rei Roberto.. Justus!

Por Suelen Côrrea

Oláááá Pessoal!

E é claro que com O Retorno, eu também tinha que voltar né? mesmo que fosse do lado de fora pra apresentar minha "linda" versão sobre os fatos!





Bom Dia a todos, espero que nossa plantação seja repleta de bons frutos e muito aprendizado! Fiquei super feliz por ter sido convidada para estar aqui e de certa forma poder contribuir um pouquinho, do muito que sei que irei aprender com tantas pessoas boas juntas e misturadas.

O Aprendiz exerceu um marco muito grande e importante na minha vida, como todos lembram "meu jeitinho meigo" apesar de não ter agradado a muitos, mostrou muito apenas do meu lado isolado mega verdadeiro em defender minhas convicções e meu temperamento forte. E revelando apenas um "eu" que em demasiado pode nos afetar, principalmente em relação a convivência, pois infelizmente nós seres humanos por defesa acabamos atacando aquilo que nos choca, ou que de alguma forma nos oferece ameaça. E o lado Suelen legal, ficou de fora, esquecido, pois quem sobressaia era o outro. 

E diante de todas as polêmicas passei a perceber que a melhor forma de levar as coisas é sendo político, ou aprendendo a não interiorizar tantos os fatos, porque quando despendemos essa energia em demasiado em única e exclusivamente na discussão já deixamos pra trás os outros 50% de chances de resolver o problema de forma serena e inteligente. Enfim um dia a maturidade chega e mesmo àqueles que foram treinados a trabalhar duro e pela força, se jogam aos braços da vida leve, guiada pelo sentido prático da inteligência.
Veja bem, não estou justificando nem muito menos mostrando que agora sou outra pessoa linda e cheia de qualidades, mas que com treinamento e força de vontade nossos pontos negativos acabam sendo apagados pelas nossas mudanças, graças a evolução, e esse é um caminho eterno de muito trabalho ..e treinamento, mas que a recompensa vale mais que tudo!

Raio X do Programa JDJ x Justus

Uma visão bem realista do programa na esfera profissional, e sem querer desmerecer a ótica do Programa realizado por João Dória Junior, mas que na época do Justus, víamos muito mais o perfil profissional de cada candidato e isso o fazia levar vantagem para a recolocação no mercado de trabalho, ou seja, mesmo sem receber $ quem não saísse vencedor, sairia muito mais bem colocado do que entrou.

Mesmo que eu tente ser imparcial, jamais conseguiria, enfim uma vez aprendiz sempre ex-aprendiz! Meio que explicando e tentando me fazer entendida sobre meu posicionamento no programa, não fui polêmica pelo simples e gratuito motivo de perder o controle, mas sim por achar muito agressivo a forma a qual éramos tratados, e é claro misturada a minha ainda então imaturidade acabei interiorizando as situações resultando nas discussões e argumentações sem fim.  Ainda bem que tudo na vida sempre tem um lado positivo, o autoconhecimento oferecido na proposta do Programa também tem sua explosão de louros, não tão calorosa por agredir um pouco nossa imagem como profissionais, mas também serve como uma mola propulsora para quem precisa mudar e ainda não tinha tido o empurrãozinho que faltava, já que o forte buscado pelo mercado de hoje em dia é composto por pessoas que desenvolvam bons relacionamentos.

E ai cabe a nossos queridos leitores decidir o que vocês acham mais importante sobre a real ótica do programa? 
Um programa focado totalmente no profissional ? e ou o outro baseado nas relações humanas estabelecidas pelo confinamento, o então sonhado ato de conviver bem? 

Por se tratar de dois gênios do mundo empresarial, não só pelos resultados financeiros, mas também por suas participações positivas em diversas áreas de atuação. Eu votaria para que os dois programas mesmo que cada um com perfil diferente, elevasse os candidatos passando esse legado de "Chefes tão poderosos".

O que com certeza faria muita diferença do barulho interno que é o confinamento, ocupar a cabeça dos participantes derrotados com lições dos erros, aprendizados do que não poderíamos ter feito, o que seria mais viável, rentável e todos os "ávels" do mundo business, do que passar a maior parte do tempo da derrota no total... "brain less". Afinal todos que estão ali confinados mesmo que cansados e "mortos" tem seu potencial e merecimento, no mínimo seria uma atitude digna, a doutrina por mais severa que seja, eleva o homem a posição do aprendizado, o que o tira da ignorância. :)



O Aprendiz, lá de dentro!

Não adianta esperar que o Show não aconteça, afinal é um Reality de TV. Portanto, as situações sempre irão fazer um barulho maior que o normal, só que é claro, o espetáculo podia ser deixado de fora. 
O Programa Aprendiz, é um universo a parte para quem o vive e para quem o assiste, desde a execução das tarefas, até a escolha das equipes e seus participantes, a sala de reunião e a recompensa.

Em seu universo fantástico e um mundo de possibilidades nos traz ensinamentos que serão propagados pelo resto de nossas vidas, seja no ramo profissional ou pessoal, a grandeza de cada ato realizado lá dentro nos faz mais forte e o sentimento de que somos capazes de algo que não fazíamos ideia de que conseguiríamos executar seja pelo pouco tempo, ou pela pequena verba, são concretizados ali, só para exprimir a tamanha emoção da realização de um ato positivo, é como se fosse o nascimento de um filho.

Mesmo que com os arranhões básicos que vão causando a cada participante, a visão de aprendizado, postura e conhecimentos passados sobre cada desenvolvimento das tarefas, podem ser vistos como cotidiano de empresas e agências em seus dia-a-dia comum e rotineiro.

Ah.. mas os erros são horríveis, eu faria totalmente diferente! 

Pois é, eu na minha linda vidinha no calor magia da cidade maravilhosa, podendo falar com todas as pessoas que eu amo, e consultar materiais, e estar em uma equipe a qual seu único e exclusivo objetivo é realizar a tarefa porque o cliente, a agência e todos estarão felizes porque no final do mês receberão seu salário, também me faz ter ideias maravilhosas, dignas de muitos prêmios de comunicação!

Então ...Eiiiii vem aqui, volta pra dentro do universo televisivo e monstruoso do confinamento, porque você tem mais 15 outras pessoas querendo seu fígado e que o tempo passe logo e que "ele" seja o vencedor e que tudo termine da melhor maneira possível desde que o meu "eu" seja vencedor. Aproveitando a frase e indicação para leitura: Bem vindo ao deserto do real, amo esse livro de Slavoj Zizek.

Por mais inteligente e safo que você seja, seu auto controle tem que ser 10x maior, e é isso que vai fazer você conseguir conviver com tantos "eu's" e respeitá-los sem achar que os outros querem te derrubar dessa maneira tão violenta, e que tudo aquilo é apenas defesa, no fundo todos sabem que vencer em equipe nos leva mais próximos da vitória. Mas o monstro que nos impede de perceber as coisas dentro do confinamento fica a solta... assombrando as mentes mais gurus do universo!

Tarefas

Ao pé da letra é o MBA mais completo que qualquer pessoa pode ter na vida, por que lá não somos doutrinados a agir de forma iguais, mas sim de perceber, resolver, e executar tarefas nas quais o tempo e a verba são na maioria das vezes muito baixas, o que dificultam o próprio planejamento. 

E se você não tem maturidade emocional e profissional para entrar, aprender e permanecer nesse universo, realmente você será demitido!

A parte a qual eu acho que tirou o glamour é justamente esse ar de "gincana" que se estabelecia, isso desmistificava demais todo o "romance" em torno de como no mundo empresarial executamos as coisas de forma bonita e eficiente, onde a inteligência, técnica e profissionalismo de cada um se resumia a nada e acabávamos virando um monte de pessoas bobas, perdidas e sem saber o que fazer e como agir diante da correria, desespero e bagunça que se instauravam. 

ahhh... o que são mais de 36 horas sem comer ou parar para descansar! né? tudo bem fácil!

Só para salientar que mesmo no fantástico mundo empresarial, as mais bem sucedidas empresas e pessoas, erram, e os erros são sempre os mesmos, ridículos mais que atrapalham qualquer logística.

Vou citar meros exemplos aqui e quero ver quem vai ser sincero e me dizer que faz isso também:

- Sabe do trânsito, mas sai em cima da hora;
- reunião marcada, deixa pra gravar o CD no dia da apresentação;
- tem apresentação e não conferiu todas as possibilidades de erro do material; (vai que..)
-Não liga avisando que vai se atrasar;
-a impressora não está funcionando direito;
-o softer travou sem você salvar;
-não fez cópias em diversas máquinas, emails, enfim;

..é não é fácil!

Sala de Reunião

Para muitos eu era a vilã, para mim uma imersão na minha capacidade pessoal de argumentação e foco no objetivo traçado que nem eu imaginava que tinha.
Vamos lá, o objetivo do programa é você levar para a sala todo o seu potencial de defesa e de justiça, e para isso eu me preparava para a guerra. Na época cheguei a ter me impressionado o porque de não ter feito advocacia, mas então..rs seguindo a linha de pensamento e mostrando minha estratégia de jogo, antes de toda sala e até mesmo das discussões sobre cada erro. 

Modelo de Negócio - Sala de reunião Suelen 

Tirando a tarefa era a parte crucial do programa e que realmente eu levava muito a sério. Criava o perfil de cada participante envolvido e traçava o que ele fez, como fez, quem pediu, e qual foi o resultado. E o que eu interferi de forma positiva e negativa em relação ao ocorrido. 
Então com esse perfil eu tinha o total controle das ações de cada um, e como foi executado.
Quando culpava o líder, não erá por perseguição e sim por ter analisado os fatos, e ter observado cada situação isoladamente, inclusive e ainda pior quando era levada para sala 2, sendo que outros mereciam estar lá mais do que no caso "eu". Não escolher certo já fazia o próprio líder se auto demitir.  
E com o toque especial do "meu jeitinho meigo" claro, tudo ficava lindo!..rsrsr

O universo da sala de reunião se eu já expliquei como é ruim o confinamento, pensa em uma proporção 20x pior isso era a sala de reunião. Ela provocava dores pelo corpo inteiro, calafrios, tremeliques, um nervoso longe de ser superado, a pressão pela espera, o medo da demissão, o pavor de ser injustiçado ou de cometer injustiças com alguém. Enfim tudo isso fazia muito barulho dentro de cada um que por lá passava, era quase que impossível controlar os ânimos.

Recompensas:

Não poderia ser diferente ou indiferente, realmente era o nosso momento de "paz" ao mesmo tempo diante de tantas belezas e coisas boas proporcionadas pelas recompensas, o desespero de querer estar perto da família e de querer desfrutar daquilo ali tudo com essas pessoas realmente também não era fácil. Mas aqui existiu uma cumplicidade boa e gostosa, onde nos juntávamos e ríamos, "zuávamos" uns aos outros pelos erros e acertos. Lembrar de tudo isso vale demais a pena ter vivido todo o sufoco!


Participantes:

Mesmo com toda a competição e nervos a flor da pele, posso dizer que todos foram e são merecedoras das melhores e maiores conquistas de vida! Cada um com seu jeitinho, com suas qualidades e defeitos, pois assim somos, e com o aprendizado e experiência da vida aprendemos a nos tornar pessoas melhores.

Digo de coração obrigada povo do Aprendiz Empreendedor por todo o aprendizado e lição de vida. E novamente desculpa se fui infeliz em algum comentário, como já expliquei nunca levei para o lado pessoal, acredito que todos são capazes e bem maiores e melhores do que o programa teve tempo de mostrar.

O Aprendiz x Mundo dos Negócios

A grande sacada que o programa propõe a todos os que participaram ou que acompanham, é como o mercado de trabalho está em constante mudança. Nos primeiros programas do Roberto Justus você via a grande importância das pessoas terem o perfil de executivo de contas, aquela pessoa centrada, mais séria e super comedida. E que com o passar dos anos o próprio Programa foi se entregando a essa evolução que o mundo está passando e que todos nós temos muitos problemas.
Que são na verdade os maiores problemas das empresas, funcionários com muita técnica e pouquíssima capacidade de conviver, esse é o maior mal da sociedade moderna, mesmo um super programa com uma mega produção que zela e corre atras para deixar tudo perfeito, fato que também "foge" das rédeas, foge até mesmo do que foi estudado e previsto para acontecer.

Eu lembro bem quando comecei a estudar comunicação, isso lá em 2001 que eu tive aula de Psicologia e fui apresentada ao livro: O mal estar na civilização de Freud, na época eu adorava ler sobre essas questões, mas na mesma hora me veio a mente a pergunta -  ler sobre isso, agora? e porque? ...e então a resposta viria quase que 10 anos depois. Estamos todos cheios de teorias mais não aprendemos muito a receita de como colocar na prática e fazer acontecer.

Super indico que todos os amantes do programa e amantes do saber, realmente voltem a assistir, não julguem tão friamente as colocações e erros dos participantes, usem os exemplos como aprendizado, porque cá entre nós, todos em algum setor da vida passam por algum tipo de problema relacional. Sejamos mais humanos, lembra? é uma das propostas do programa!

O Aprendiz - O Retorno

Em relação ao novo Programa O Aprendiz – O Retorno, torço muito para que ele realmente ajude muito mais do que “arranhe” a imagem profissional e pessoal de cada participante, pois todos são merecedores e muito corajosos de se entregar novamente a esse universo incerto e de extrema pressão o qual somos submetidos.

Gostaria ainda de salientar sobre o temido confinamento que é algo de outro mundo e que qualquer afirmação de qualquer outra pessoa sem ter passado por isso alguma vez na vida.. a respeito sobre “eu faria diferente” ou “como ele foi capaz de fazer isso” como já comentei, na minha concepção não é só que eu ache fraco e vago de argumentação, mas só quem viveu sabe o “mal” que ele exerce sobre nossas mentes, e o reflexo vem em todas as áreas possíveis. 

Aos criativos e sonhadores de plantão tento descrever próximo do que é o confinamento, você sabe os monstros? Duendes? e os ladrões de sonhos? Então sua casinha natal é em um desses confinamentos da vida, que roubamos um pouco deles e também deixamos um pouco de nós!
Acreditem ninguém sai do mesmo jeito que entrou.



Então é isso gente, qualquer dúvida estarei aqui pra falar e esclarecer! Espero que gostem.

Bjos e Boa sorte pra todos que ficam , que vão e que vem com a gente curtindo e comentando nossos posts! <3

Suelen Corrêa ou se quiserem.. Sussu!

5 comentários:

Eliane Chueke disse...

Tive a chance de trabalhar com a Suellen e pude descobrir que o programa não fez jus à sua competência. Suellen é criativa, determinada, focada, pró ativa e com uma grande relação inter pessoal. Te desejo todo o Sucesso em sua jornada! #orgulhosa. Eliane Chueke

Suelen Corrêa disse...

Eliiiiiiii que linda! Muito obrigada chefinha querida, nossa super aprendi contigo e todo seu ensinamento me proporcionou muitos louros, eu que tenho orgulho e estou toda boba aqui por merecer seu elogio, vindo de uma profissional tão talentosa.
Obrigada de coração pelo carinho! <3

Vinicius Lima disse...

Suuu <3 torci muito por você no Aprendiz hhehehe
Belíssimo texto, você conseguiu passar pra gente o significado desse desafio pra você :)
Esperava a Senhora de volta no programa hehehe mas continuo torcendo por você <3
p.s: apareça mais vezes no twitter hehehe
bjs @euvinny ou só Vinny :)

Diego Kleske Martins disse...

SUMEMO Sussu. rs.. Falou e Disse.
Faço minhas as suas palavras.
"Só quem Viveu Sabe como é". né???
hehehe... Parabéns pelo Blog e iniciativa de contar um "pouquinho" mais sobre os "bastidores" do programa e da vida real. E Boa Sorte aos que Voltaram... Sds... Besos... Diego.

Anônimo disse...

Eu sou fã do programa o aprendiz como estudante de adminitração e respirar a gestão empresarial cordialmente tenho extrema convicção que todos nos temos ponto forte, assisto esse programa pois ajuda a trabalhar com as ferramentas da gestão. parabens Suelem